Projects


A Academia Cidadã e o movimento Morar em Lisboa apelam a todas as pessoas, organizações e colectivos em todo o país para apoiarem, subscreverem e promoverem esta Iniciativa. Além de se esperar que a Comissão Europeia integre as propostas enunciadas, depois do Parlamento Europeu apreciar a petição, esta iniciativa é um novo passo na articulação dos povos da Europa por habitação digna. As exigências hoje terão de ser promovidas em vários níveis da governação. Europa e governos nacionais têm responsabilidades partilhadas e determinantes na crise de habitação que afetam a população europeia. Participa! Assina aqui! Porquê uma petição europeia por habitação para toda a gente? Teoricamente, a política de habitação depende dos Estados membro da União Europeia. É por isso que grande parte das ações e da pressão social é dirigida, e bem, aos respetivos governos. No entanto, é preciso reconhecer que a União Europeia (UE) tem uma influência determinante […]

Participa: “Habitação para toda a gente” – Iniciativa de Cidadania Europeia


Público, 13 de Maio de 2018 “Movimento das praças” ou “novos novos movimentos sociais”. Seja qual for o nome que se lhe dê, algo de novo aconteceu nesta década, um novo ciclo de protestos herdeiro do Maio de 68, mas distinto dele. Sistemas partidários foram estilhaçados, novas soluções governativas encontradas. “O Manifestante” veio para ficar? Maio de 1968, Paris: “Sejam realistas, exijam o impossível.” Março de 2011, Lisboa: “Inevitável é a tua tia.” O Maio de 68 morreu ou está mais presente do que nunca como referência? Nunca teve a importância que muitos lhe atribuíram? Hoje, revoltamo-nos mais ou menos? Há 50 anos exigíamos direitos cívicos e agora só nos manifestamos por questões materiais? O que nos revolta faz-nos sair à rua ou grande parte do activismo social acontece online? As respostas não são consensuais. Se ainda há muitos que na academia se dedicam aos “longos anos 60” e ao […]

A década em que se voltou a exigir democracia na rua



Notícias ao minuto / Lusa 22/09/18 A concentração de hoje, que se realiza também no Porto, quis chamar a atenção para “a crise habitacional” que se vive nas grandes cidades, disse à Lusa Rita Silva, da Associação Habita, um dos 49 grupos que convocaram o protesto. O aumento dos preços das casas que estão no mercado para comprar e arrendar levam a que haja cada vez “mais pessoas que não conseguem encontrar um sítio para viver”, sublinhou. Os manifestantes alertaram para os casos “dos jovens que não conseguem sair de casa dos seus pais”, assim como aqueles que não conseguem arranjar um quarto a preços acessíveis para viver na cidade onde estudam, exemplificou Rita Silva, da Associação Habita, um dos 49 grupos que convocaram a manifestação. Criada em 2012, a Associação Habita tem trabalhado com famílias que estão a ser despejadas das suas casas, mas também com quem não consegue […]

Centenas de pessoas em manifestação a exigir habitação para todos


Esquerda.net 3 de Agosto, 2018 Várias movimentos e ativistas nacionais e internacionais juntam-se este sábado na Cova do Vapor, na Trafaria, a partir das 15h30, numa ação de arte aérea na praia para parar a exploração de petróleo em Portugal. Isabel Rosa, do Tamera – Centro de Educação e Pesquisa para a Paz, afirmou, em declarações à agência Lusa, que a adesão à iniciativa será bastante significativa, já que a mobilização para este evento é superior à registada o ano passado, quando cerca de 1000 pessoas de 40 países diferentes formaram uma enorme mensagem humana na praia de Odeceixe para impedir a exploração de petróleo na costa portuguesa. De acordo com a ativista, o objetivo deste evento é impedir a prospeção de petróleo em Aljezur, no distrito de Faro, mas também apresentar alternativas para o abastecimento energético. “O principal objetivo deste protesto é realmente que o furo não aconteça em […]

Protesto contra exploração de petróleo este sábado em Almada



MédioTejo / Lusa Out 31, 2018 A operadora australiana Australis, Oil & Gas, que tem as concessões da Batalha e Pombal, na região de Leiria, garantiu esta quarta-feira, dia 31 de outubro, que a exploração de gás não será efetuada com recurso à fratura hidráulica. Segundo explicou o presidente da empresa australiana, Ian Lusted, num encontro com jornalistas, nas sondagens será utilizada uma técnica idêntica à das captações de água. Na sessão de esclarecimento, Ian Lusted assegurou que a empresa submeteu “voluntariamente” o planeamento das sondagens previstas à apreciação de um estudo de impacto ambiental, que se encontra na Agência Portuguesa do Ambiente (APA). “O poço de avaliação na concessão da Batalha está previsto ser perfurado na vertical até uma profundidade aproximada de 2.900 metros, o que será idêntico na concessão de Pombal”, afirmou Ian Lusted, acrescentando que as explorações não estão perto de zonas Reserva Agrícola Nacional e Reserva […]

Leiria | Empresa australiana garante prospeção de gás sem fratura hidráulica


Rádio Renascença, 21 set, 2018 Várias organizações convocaram o protesto para sábado, em nome do direito à habitação e contra a especulação imobiliária nas duas cidades. Um grupo de organizações convocou manifestações para sábado, em Lisboa e no Porto, pelo direito à habitação e contra a especulação imobiliária nas duas cidades. “São coletivos que já trabalham juntos há algum tempo e que se juntaram novamente para dar voz a esta preocupação, porque se atingiu uma situação limite, com tantos despejos e preços impossíveis de alcançar para quem queira viver na cidade”, disse à agência Lusa Sílvia Jorge, uma das subscritoras da iniciativa Em Lisboa, as ações vão decorrer sob o lema “Pelas nossas casas, pelas nossas vidas Lutamos!”. A concentração está marcada para o meio-dia, no Largo Pina Manique, seguindo-se, às 15h30, um desfile até à Ribeira das Naus, onde os manifestantes pretendem ficar até à meia-noite. No Porto, a […]

Coletivos manifestam-se em Lisboa e Porto pelo direito à habitação



Abril.pt / Lusa 22 de Setembro de 2018 Neste sábado, as maiores cidades do País foram palco de manifestações, convocadas por dezenas de organizações, por habitação acessível a todos e contra a especulação imobiliária. «A habitação não pode ser um privilégio, a habitação é um direito» e «A casa a quem a habita» foram duas das frases que se podiam ler nos inúmeros cartazes dos manifestantes que exigem do Governo novas regras que regulem as rendas e acabem com a especulação imibiliária. A iniciativa realizada em Lisboa e no Porto junta organizações como a SOS Racismo, a Academia Cidadã, a APPA – Associação do Património e População de Alfama, a Assembleia Feminista de Lisboa, a Associação de Moradores e Moradoras do Centro Histórico do Porto e a Associação Terapêutica do Ruído, entre muitas outras. Na base do protesto, está a defesa do direito à habitação e a necessidade de acabar com a descaracterização dos núcleos históricos, responsável pelo desalojamento diário de moradores que faziam parte da […]

Lisboa e Porto reivindicam o direito à habitação


Portugal tem que proteger recursos naturais de contratos “irrisórios”, defende bloquista Pedro Soares. Consulta pública termina esta terça-feira. O Bloco de Esquerda vai pressionar o Governo a suspender imediatamente os processos de concessão, exploração e extracção de petróleo e gás na região centro. Os bloquistas avançaram com um projecto de resolução no Parlamento, recordando que nas áreas de Batalha e Pombal há “contratos activos e trabalhos a decorrer” para que a empresa Australis Oil & Gas possa explorar possíveis recursos fósseis “numa faixa litoral que se estende das Caldas da Rainha a Soure”. Questionado sobre apoios parlamentares, Pedro Soares, deputado do Bloco de Esquerda e presidente da Comissão de Ambiente, frisa que o apoio local é forte. “Nenhum dos presidentes de câmara é do BE. O autarca da Batalha [Paulo dos Santos], é do PSD e está solidário com esta posição. Julgo que haverá condições para termos uma maioria parlamentar”, […]

BE pressiona Governo a acabar com exploração de petróleo e gás na Batalha e Pombal



DN / Lusa, 30 Janeiro 2019 Mais de 60 organizações, a maioria de defesa dos direitos LGBTQIA, de vários países, Portugal incluído, apelaram aos membros daquela comunidade para que boicotem este ano o Festival Eurovisão da Canção, caso este se realize mesmo em Israel. “Juntamo-nos aos crescentes apelos de todo o mundo e pedimos aos membros da comunidade LGBTQIA [Lésbica, Gay, Bisexual, Transgénero, Queer, Intersexo, Assexual] que boicotem o Festival Eurovisão da Canção 2019, desde que Israel seja o anfitrião”, lê-se na carta, divulgada e subscrita por organizações de países como Alemanha, França, Estados Unidos, Bélgica, Honduras e Portugal. Este ano, o Festival Eurovisão da Canção decorre em Telavive, Israel, depois de no ano passado o país se ter sagrado vencedor do concurso, que decorreu em maio em Lisboa, com a música “Toy”, interpretada por Netta Barziliali. As semifinais do concurso estão marcadas para 14 e 16 de maio e a cerimónia […]

Mais de 60 organizações de vários países apelam a boicote à Eurovisão em Israel


Correio da Manhã, 04.09.18 Concentração marcada para dia 22 de setembro nas duas cidades. Várias organizações convocaram na segunda-feira manifestações para Lisboa e para o Porto no dia 22, pelo direito à habitação e contra a especulação imobiliária nas duas cidades. “São coletivos que já trabalham juntos há algum tempo e que se juntaram novamente para dar voz a esta preocupação, porque se atingiu uma situação limite, com tantos despejos e preços impossíveis de alcançar para quem queira viver na cidade”, disse à agência Lusa Sílvia Jorge, uma das subscritoras da iniciativa Em Lisboa, as ações vão decorrer sob o lema “Pelas nossas casas, pelas nossas vidas Lutamos!”. Na capital, a concentração está marcada para as 12h00 no largo Pina Manique, seguindo-se às 15h30 um desfile até à Ribeira das Naus, onde os manifestantes pretendem ficar até à meia-noite, segundo a informação transmitida pela mesma fonte. Tanto para Lisboa como […]

Coletivos de Lisboa e do Porto convocam manifestações pelo direito à habitação