Formações LGBTI em escolas subvertem as crianças? CONVERSA #nuncamais


Partilhar / Share

Convidadx: Joana Catarino e Pedro Pais (Rede Ex Aequo)
Moderação: Ana Cordeiro e Joana Dias (Academia Cidadã)


Quando: 17 de novembro de 2020, às 21h30

Assiste ao livestream no facebook ou instagram da Academia Cidadã
Participana conversa através deste link (Zoom)


Já por vários momentos, Portugal tem assistido a um debate público, alimentado por falsas acusações e desinformação, sobre a endoutrinação de ideologias de género causada pelas formações do Projecto Educação LGBTI nas escolas básicas e secundárias em Portugal. O Estudo Nacional sobre o Ambiente Escolar, de 2016/17, revela que 61,1% das pessoas inquiridas afirma ouvir comentários homofóbicos na escola “de forma regular ou frequente” e três quartos dos estudantes afirmam que nunca assistiram a uma abordagem positiva sobre questões LGBTI nas aulas.
No início do ano lectivo 2020/21 convidámos a Rede Ex Aequo para conversarmos sobre os 15 anos deste projecto educativo, o impacto desta formações e os desafios atuais.
Vens conversar connosco?

Ilustração de Carlos Garcia


Evento no Facebook


Na terceira terça-feira de cada mês, online, lançamos uma nova pergunta provocatória, baseada num preconceito, estereótipo ou bode expiatório veiculado pelos movimentos neofascistas. Junta-te a nós e vem refletir, discutir e encontrar estratégias para desmontar discursos discriminatórios, xenófobos e simplistas.

Fascismo #nuncamais (25 de abril sempre)!
Este é o mote da campanha da Academia Cidadã para valorizar e fortalecer a democracia, identificando, desconstruindo e eliminando práticas anti-democráticas.

Conversas #nuncamais” são a primeira de muitas atividades da “Campanha #nuncamais”, pensada para combater o crescimento da extrema-direita em Portugal.


Programação completa das Conversas #nuncamais (25 de abril sempre)!

Ouve em podcast aqui, no Spotify ou na tua plataforma de podcasts.

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.