2022


A Academia Cidadã celebra dia 15 de maio dez anos de existência e, na próxima terça-feira, às 21:30, em parceria com o “Setenta e Quatro”, conversamos online à volta da questão “vivemos no país mais seguro do mundo ou no da CMTV?” O mote da Academia Cidadã foi lançado pelas pessoas que organizaram o Protesto da Geração à Rasca, de 12 de março de 2011, que inaugurou uma nova forma de participação cidadã na Europa, ao ser convocado nas redes sociais e sem apoios partidários ou institucionais. Pouco mais de um ano depois, a 15 de maio de 2012, foi registada a Academia Cidadã, com o objetivo de impulsionar a cidadania ativa e a construção de raízes de desenvolvimento com princípios de sustentabilidade social, económica e ambiental. A comemoração do aniversário acontecerá na próxima terça-feira, às 21h30, numa conversa transmitida em direto no Facebook da Academia Cidadã. A participação será […]

Jornalismo e segurança nos 10 anos da Academia Cidadã


A 18 de janeiro de 2022, às 21h30, convidamos-te a conversar com:  ANA GOMES, segunda candidata mais votada em eleições presidenciais (2021), ex-Eurodeputada, ex-Embaixadora, membro do Partido Socialista.  SUSANA COROADO, Presidente da Transparência Internacional Portugal, investigadora no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa e bolseira Re:Constitution.  A política corrompe todas as pessoas que nela se envolvem?  Estará a corrupção relacionada com a economia e/ou a cultura de um país?  Serão umas pessoas mais corruptíveis que outras por questões genéticas ou étnicas? Filho de corrupto, corrupto será?  Os políticos são o reflexo de um povo? Está apenas presente na política ou existe microcorrupção generalizada no nosso país?  Em Portugal, 88% das pessoas acreditam que há corrupção no Governo e 41% pensam que a corrupção aumentou no último ano, segundo um estudo da Transparência Internacional feito em 2020.  A cada dois meses, na terceira terça-feira, lançamos uma nova pergunta baseada num preconceito veiculado por movimentos de extrema-direita. Vamos refletir e encontrar estratégias para desmontar discursos discriminatórios, xenófobos e simplistas.  Conversas #nuncamais […]

Os políticos são todos corruptos?