2017


Este é um texto especial. O  Michele Spatari, um aprendiz de arquitectura italiano, passou de rompante pela Quinta do Cabrinha. Esteve em Lisboa até ao princípio deste mês de Junho a colaborar com o Colectivo Warehouse e achou por bem vir fotografar a Quinta do Cabrinha e as suas gentes. As palavras dele serão sempre melhores que as nossas para perceber o como e o porquê de isto ter acontecido. Ficam a entrevista e algumas das imagens que nos deixou. Olá, Michele. Podes apresentar-te? Ciao! O meu nome é Michele Spatari e sou um estudante de arquitectura italiano à procura do meu caminho no fotojornalismo, fotografia documental e nos media noticiosos em geral. Eu sei, é um caminho árduo. Nasci numa cidade de média escala italiana chamada Bolonha em 1991 e tive sorte suficiente para, durante os últimos anos, ter a oportunidade de viver em sítios como Lisboa, Beirute e […]

O que vê um fotógrafo italiano no Cabrinha?


Há um ciclo que chega ao fim no Outros Campeonatos de onde emergem relações criadas, trabalho feito e o esforço conjunto da abertura do bairro a outras comunidades espalhadas pela cidade. As visitas que estavam programadas para estes primeiros meses de projecto chegam ao fim, com a presença do Campolide Soma&Segue – E6G na Quinta do Cabrinha. Há uma sensação de satisfação por tudo o que foi feito até agora dentro da comunidade da Quinta do Cabrinha. Era muito pouco provável que quem cá passou durante estes meses o tivesse feito de outra forma. É também esse o trabalho, sim, proporcionar estes encontros, mas não é a isso que sabe. É importante ver as coisas a acontecer com olhos de quem vê e o que vemos é crescimento. Crescimento que acontece no relacionamento com o outro e com a colaboração de muita gente da comunidade na organização deste evento. É […]

Outros Campeonatos Soma e Segue



Após a tendência do século XX de casas okupadas, trazemos para o século XXI uma nova necessidade: okupar rios. Ao usar modelos económicos insustentáveis, as comunidades urbanas têm perdido os seus rios como um bem comum. É urgente resgatar a relação antiga entre ambos. Como okupar um rio é uma ferramenta de aprendizagem de investigação e desenvolvimento, que visa mostrar como uma comunidade pode resgatar um rio pelo bem comum.     A relação rio-cidade é essencial para o desenvolvimento urbano. A disponibilidade de água foi sempre um dos factores decisivos para o estabelecimento definitivo das populações. Com o avanço industrial, as relações rio-cidade mudaram. Existe uma separação funcional, causada por grandes obras de correcção perpetradas nos rios urbanos, agravadas pelos fortes níveis de poluição de dos leitos e margens. Se os maiores rios são utilizados quase que exclusivamente para fins económicos, os mais pequenos, geralmente extremamente poluídos, constituem, nas […]

Como okupar um rio – introdução ao projeto


As visitas continuam e a Quinta do Cabrinha recebeu (e bem, como sempre) mais um grupo de convidados no sábado que passou. O Dá-te ao Condado, da antiga zona J de Chelas, agora Bairro do Condado, veio visitar o Outros Campeonatos e a Quinta do Cabrinha para mais um dia de actividades. O futebol de rua deu o mote para o dia, numa manhã de correria e jogatana. Fizeram-se jogos entre os dois bairros e depois toda a gente à misturada. É uma forma de criar ligações e relações, o futebol de rua. Além de nos fazer olhar para nós próprios e para os outros dentro de um grupo, jogar com pessoas que ainda não conhecemos obriga-nos a avaliar a forma como nos relacionamos.     Estas visitas de sábado seguem sempre o mesmo roteiro, e quem já leu os outros artigos sobre alguma delas, sabe que o Um Outro […]

O Condado em Alcântara



Sábados. Sempre os sábados para ir e receber, conhecer gentes e ideias. Desta vez foi a Associação Cais que nos visitou na Quinta do Cabrinha. O plano foi à semelhança daquilo que tanto gostamos de fazer: receber bem, fazer com que todos se sintam à vontade para se conhecer e partilhar um dia cheio, com futebol de rua e as máquinas do Pietro, com a Alcântara de hoje e de ontem. Para começar, o futebol. De rua. A Associação Cais tem uma longa história ligada à modalidade. Foram os seus primeiros promotores no país, utilizam-no como estratégia de inclusão social desde 2004 com grande sucesso. E vieram partilhar o campo connosco, misturando pessoas de todas as idades e com histórias de vida muito diversas, jogando uma manhã inteira.     É importante para nós, no Outros Campeonatos, ver tanta coisa a acontecer. As pessoas que nos visitam são tão diferentes […]

A CAIS no Cabrinha


Os papéis inverteram-se. Depois de dois meses a sair, visitar outros projectos e bairros espalhados por Lisboa, cabe-nos receber toda a gente que tão bem nos acolheu. A primeira a visitar a Quinta do Cabrinha e o Outros Campeonatos (e entenda-se no âmbito destas saídas, pois já cá tinham estado e deixado saudades) foi a Associação Nacional de Futebol de Rua. Foi um dia cheio, solarengo, que acabou com aquele tipo de cansaço que sabe bem. É confortável receber pessoas de quem gostamos e que nos tiram imediatamente o nervoso da responsabilidade de ser anfitrião. O pessoal da Associação Nacional de Futebol de Rua tem o condão de nos pôr completamente à vontade e assim foi. O dia começou com futebol de rua. Previsível? Sim. Faz todo o sentido? Também. Estivemos a manhã a jogar para nos conhecermos melhor, o corpo em movimento faz esquecer as vergonhas e os embaraços […]

Depois de ir, receber



Continuamos a série de artigos parceiros. Como não queremos fazer disto uma coisa sobre nós, não temos grande coisa a acrescentar. Ficam as palavras do Lisbon Sustainable Tourism:   Depois de mais um passeio por Lisboa com o projeto “Outros Campeonatos”, termina uma fase, a nosso ver, de grande importância. Termina para dar início a outras fases. E não nos referimos apenas às visitas de novos amigos e parceiros ao Bairro da Quinta do Cabrinha, já agendadas para os próximos meses, mas também a outros momentos e iniciativas que surgirão com a vontade de continuar a conhecer e a aproveitar todos os recursos que a nossa cidade nos oferece. O Lisbon Sustainable Tourism estará sempre disponível e continuará a trabalhar para que estes e outros jovens (miúdos e graúdos) tenham acesso à sua cidade, que possam aprender, conhecer o seu património histórico e cultural, ou tão somente, ao desfrutar das […]

Artigos Parceiros – Lisbon Sustainable Tourism