Nós nos média


Joana Dias, coordenadora do Projeto Bola Colorida, da Academia Cidadã e Associação Nacional de Futebol de Rua, no programa Agora Nós da RTP. A Federação Portuguesa de Futebol atribuiu, pelo segundo ano, o prémio Futebol Para Todos. A nossa parceria de futebol cidadão foi uma das vencedoras deste ano. A reportagem e entrevista pode ser vista aqui. Mais informação sobre o projeto aqui ou no facebook. E aqui, o vídeo completo, com os 2 vencedores do Prémio “Futebol Para Todos”, incluindo o nosso projeto:

Na RTP, Bola Colorida, o nosso projeto de intervenção social local




“Sem 12 de Março e Que Se Lixe a Troika, não teria havido ‘geringonça’ e o país não teria o único Governo não austeritário da Europa” – Guya Accornero Mas Accornero aponta para movimentos relativamente novos, como o Habita e o Stop Despejos!, que “já fazem um trabalho incrível quando o direito à habitação está cada vez mais em risco”. Labrincha fala de um activismo que se abriu, saiu de Lisboa e do Porto, e se atomizou em movimentos que trabalham em diferentes áreas, chegando assim cada vez a mais gente. E sim, também ele, um dos organizadores do 12 de Março, acredita que sem esse dia o Governo actual nunca teria existido. Lembrando os obstáculos enfrentados por menos de meia dúzia de “putos mal chegados a Lisboa” até serem levados a sério e encontrarem pessoas como Raquel Freire e Sérgio Vitorino, especialmente activos no movimento LGBT, que acreditaram neles […]

Maio de 68 – 50 anos depois: A década em que se voltou a exigir democracia na rua




“Se não estivermos informados, o consumo cego perpetuar-se-á”, diz Mariana Rodrigues, fundadora da Alinhavo, uma plataforma, em vias de se tornar uma aplicação, para tornar os consumidores conscientes Margarida David Cardoso 1 de Abril de 2018, 10:25

PÚBLICO: E se uma app lhe dissesse quem fez as suas roupas?


As associações e movimentos contra a prospeção e exploração de hidrocarbonetos em Portugal exigem saber o que fará o Governo, após a emissão de pareceres negativos das Câmaras de Santiago do Cacém, Sines, Odemira, Aljezur, Vila do Bispo e Lagos contra o início de atividade do consórcio Galp/ENI. 18 de Dezembro de 2017 http://www.sulinformacao.pt/2017/12/camaras-disseram-nao-ao-petroleo-e-movimentos-querem-saber-o-que-fara-o-governo/  

SULINFORMAÇÃO: Câmaras disseram «não» ao petróleo e movimentos querem saber o que fará o Governo



Movimentos e associações que têm vindo a denunciar e a lutar contra a prospeção e exploração de hidrocarbonetos ao largo da Costa Vicentina e Sudoeste Alentejano tomaram uma posição conjunta, onde reafirmam a sua determinação em parar este processo. 20 de Novembro de 2017 http://www.sulinformacao.pt/2017/11/plano-de-trabalhos-da-galpeni-leva-ativistas-anti-petroleo-a-reafirmar-disponibilidade-para-a-luta/

SULINFORMAÇÃO: Plano de trabalhos da Galp/ENI leva ativistas anti-petróleo a reafirmar disponibilidade para a luta


O documento enviado hoje à agência Lusa é subscrito pelos movimentos Alentejo Litoral pelo Ambiente (ALA), Algarve Surf and Marine Activities Association (ASMAA), Climáximo, Coletivo Clima, Futuro Limpo, Preservar Aljezur, Stop Petróleo Vila do Bispo, Tamera, Tavira em Transição, Campanha Linha Vermelha e pela Associação Rota Vicentina. 17 DE NOVEMBRO DE 2017 https://www.dn.pt/lusa/interior/ambientalistas-dizem-que-imposicao-de-prospecao-de-petroleo-viola-principios-democraticos-8924605.html

DN: Ambientalistas dizem que “imposição” de prospeção de petróleo viola princípios democráticos



No último dia da conferência tecnológica Web Summit alguns ativistas faziam tricô e croché para evitar uma subida de 2.º Celsius nas temperaturas globais, valor entendido pela comunidade científica internacional como o ponto de “não retorno para as catástrofes climáticas”, revelou a organização da campanha Linha Vermelha, envolvida na intervenção, em comunicado. 09 DE NOVEMBRO DE 2017 https://www.dn.pt/lusa/interior/web-summit-ativistas-fazem-intervencao-contra-exploracao-de-petroleo-e-gas-8906562.html  

DN: Web Summit: Ativistas fazem intervenção contra exploração de petróleo e gás


No Grandi Navi: ricomincia la mobilitazione a Venezia „La “due giorni” vede convergere in laguna tra gli altri: i tedeschi del Movement against Stuttgart 21, i francesi del Comitè contre la construction de l’aereporte de Notre Dame des Landes, i portoghesi di Academia Cidadã, e i catalani di Ciutat per a qui l’habita Palma o i greci di Hellenic Mining Watch.“ Potrebbe interessarti: http://www.veneziatoday.it/cronaca/no-nav-grandi-navi-venezia.html

VENEZIA TODAY: No Grandi Navi, musica e gadget contro i giganti in laguna: il ritorno alle Zattere