Us in the media


Notícias de Coimbra Julho 10, 2019 Organizações nacionais e locais estão contra a pesquisa de hidrocarbonetos previstos para as localidades de Aljubarrota e Bajouca, no distrito de Leiria, e iniciam no sábado a primeira ação de protesto, foi hoje anunciado. A campanha Linha Vermelha, desenvolvida pela Academia Cidadã em parceria com o coletivo Climáximo, promove no sábado uma ação de tricô na Bajouca “com o intuito de despertar consciências” e prevê juntar dezenas de pessoas de todo o país, mais os residentes locais. “Iremos ao local do furo [Bajouca] tricotar e fazer crochet com a população local e mostrar as nossas linhas vermelhas, que simbolizam o limite que a empresa não pode passar”, afirma João Costa, um dos coordenadores da Campanha Linha Vermelha, citado em nota de imprensa. A ação simbólica serve, segundo os organizadores, para mostrar solidariedade para com a população local, que está contra o furo que a […]

NOTÍCIAS DE COIMBRA: Organizações protestam contra prospeção de gás em Aljubarrota e Bajouca


17.07.2019 às 15h42 A manifestação e a dita “ação” ou ocupação do terreno da empresa australiana que assinou um contrato com o Governo português para abrir um furo de prospeção de gás fóssil na Bajouca, freguesia do concelho de Leiria, vão ser preparadas durante um acampamento cujo programa inclui também workshops, sessões de yoga e meditação, formações e debates sobre alterações do clima e “justiça climática”. A comunidade local é dos principais participantes e convidados. Começa esta quarta-feira e prolonga-se até domingo Helena Bento A marcha tem um propósito claro, que é protestar contra as alterações climáticas e, em concreto, contra os furos de gás e, mais em concreto ainda, contra a empresa australiana que pretende abrir um furo de prospeção e exploração de gás fóssil na Bajouca, freguesia do concelho de Leiria onde vivem cerca de dois mil habitantes, mas incluirá uma “componente” que não se pretende “esconder” e […]

EXPRESSO: Ativistas protestam contra furo de prospeção de gás em Leiria. “Vamos impedir as máquinas de trabalhar”



7 Maio 2019 [Este episódio foi produzido para ser ouvido. Mas pode ser lido em simultâneo. O que se segue abaixo é a transcrição integral de toda a peça áudio, acompanhada de fotos e mapas.] PARTE I – VINAGRE Na Bajouca, em Leiria, as pessoas não sabiam que aí vinha a indústria do gás. As suas casas, locais de trabalho, os cafés e restaurantes onde comem, as igrejas onde rezam, os campos que cultivam, toda esta área foi concessionada. Sem que se soubesse de nada. Os 2.510 km2 de direitos de exploração do subsolo nacional que o Governo vendeu em 2015 dividem-se por 18 concelhos onde moram cerca de 825 mil pessoas. Mas nesta ampla área do Centro-Oeste nacional, há terras onde a indústria petrolífera não é estranha. Em Aljubarrota, por exemplo, há mais de 20 anos que várias empresas já tinham furado e feito campanhas geossísmicas. Já tinham entrado […]

FUMAÇA: Dá-lhe Gás (3/4) A padeira da Bajouca


11 Abr 2019 | 12:48 O Governo tem de decidir até 18 de Abril se a EDP vai construir a barragem de Fridão. Para evitar que o projeto avance, várias figuras públicas associam-se à campanha #frinão, Barragem de Fridão, Não! Lançada a 14 de março, Dia Internacional de Ação Pelos Rios e Contra Barragens, pretende pressionar o Governo a cancelar o Aproveitamento Hidroelétrico de Fridão, pelo perigo que representa para a população de Amarante, pelos custos que acrescerá à fatura da eletricidade e pelos impactes sociais, ambientais e económicos na região. #frinão, Barragem de Fridão, Não! Assim se apresenta a campanha com que o GEOTA espera mobilizar a opinião pública nacional, mas também os decisores políticos, para a necessidade de impedir a construção do empreendimento cuja construção se encontra suspensa para reavaliação até 18 de abril. «Além da possibilidade de clicar em ‘Não Assinar’, os participantes são convidados a desafiar […]

IMPALA: Barragem de Fridão, não! O que se perde caso o projeto avance



3 de abril de 2019 Uma bola está a unir dois bairros de Lisboa, num projeto de inclusão social. Separados por 10 quilómetros e pelo preconceito, Horta Nova e Quinta do Cabrinha estão a formar uma equipa de futebol de rua. Separados por 10 quilómetros e pelo preconceito, o bairro da Horta Nova e o bairro da Quinta do Cabrinha estão a tentar formar uma equipa de futebol de rua, através de um dos projetos vencedores da edição do ano passado do prémio “Futebol para Todos”, da Federação Portuguesa de Futebol. Mas o processo de juntar dois bairros no mesmo campo não é fácil. “Pass’a bola!” é uma grande reportagem de Rita Colaço. https://www.rtp.pt/noticias/pais/grande-reportagem-antena-1-passa-bola_a1139089

Antena 1 – Grande Reportagem: “Pass`a Bola!”


Diogo Vaz Pinto 11/03/2019 22:58 Faz oito anos que uma manifestação convocada pelo Facebook por quatro amigos em situações de desemprego e precariedade conseguiu mobilizar centenas de milhares de pessoas que ocuparam ruas e praças do país, números que não se viam desde o 25 de Abril Tão poucas ideias ou definições nos restam hoje que façam ainda tremer a rua. Foi noutro século, passaram-se algumas décadas desde que um relatório da Unesco sobre a juventude nos oferecia como palavras-chave termos como contestação, transgressão, contracultura, contrapoder… Na verdade, parece que tudo isso foi há tanto tempo que as memórias da década de 60 do século passado adquirem hoje o prestígio dos mitos. Como António Guerreiro notava há alguns anos, “hoje, já nem é preciso relatórios para conhecermos as palavras que descrevem a situação dos jovens: desemprego, precariedade, pragmatismo, sobrevivência. Da época em que a juventude teve uma grandiosa significação cultural […]

i: Geração à Rasca. Das ruas para o museu do Parlamento Europeu



Público, 13 de Maio de 2018 “Movimento das praças” ou “novos novos movimentos sociais”. Seja qual for o nome que se lhe dê, algo de novo aconteceu nesta década, um novo ciclo de protestos herdeiro do Maio de 68, mas distinto dele. Sistemas partidários foram estilhaçados, novas soluções governativas encontradas. “O Manifestante” veio para ficar? Maio de 1968, Paris: “Sejam realistas, exijam o impossível.” Março de 2011, Lisboa: “Inevitável é a tua tia.” O Maio de 68 morreu ou está mais presente do que nunca como referência? Nunca teve a importância que muitos lhe atribuíram? Hoje, revoltamo-nos mais ou menos? Há 50 anos exigíamos direitos cívicos e agora só nos manifestamos por questões materiais? O que nos revolta faz-nos sair à rua ou grande parte do activismo social acontece online? As respostas não são consensuais. Se ainda há muitos que na academia se dedicam aos “longos anos 60” e ao […]

A década em que se voltou a exigir democracia na rua


Notícias ao minuto / Lusa 22/09/18 A concentração de hoje, que se realiza também no Porto, quis chamar a atenção para “a crise habitacional” que se vive nas grandes cidades, disse à Lusa Rita Silva, da Associação Habita, um dos 49 grupos que convocaram o protesto. O aumento dos preços das casas que estão no mercado para comprar e arrendar levam a que haja cada vez “mais pessoas que não conseguem encontrar um sítio para viver”, sublinhou. Os manifestantes alertaram para os casos “dos jovens que não conseguem sair de casa dos seus pais”, assim como aqueles que não conseguem arranjar um quarto a preços acessíveis para viver na cidade onde estudam, exemplificou Rita Silva, da Associação Habita, um dos 49 grupos que convocaram a manifestação. Criada em 2012, a Associação Habita tem trabalhado com famílias que estão a ser despejadas das suas casas, mas também com quem não consegue […]

Centenas de pessoas em manifestação a exigir habitação para todos



Esquerda.net 3 de Agosto, 2018 Várias movimentos e ativistas nacionais e internacionais juntam-se este sábado na Cova do Vapor, na Trafaria, a partir das 15h30, numa ação de arte aérea na praia para parar a exploração de petróleo em Portugal. Isabel Rosa, do Tamera – Centro de Educação e Pesquisa para a Paz, afirmou, em declarações à agência Lusa, que a adesão à iniciativa será bastante significativa, já que a mobilização para este evento é superior à registada o ano passado, quando cerca de 1000 pessoas de 40 países diferentes formaram uma enorme mensagem humana na praia de Odeceixe para impedir a exploração de petróleo na costa portuguesa. De acordo com a ativista, o objetivo deste evento é impedir a prospeção de petróleo em Aljezur, no distrito de Faro, mas também apresentar alternativas para o abastecimento energético. “O principal objetivo deste protesto é realmente que o furo não aconteça em […]

Protesto contra exploração de petróleo este sábado em Almada


MédioTejo / Lusa Out 31, 2018 A operadora australiana Australis, Oil & Gas, que tem as concessões da Batalha e Pombal, na região de Leiria, garantiu esta quarta-feira, dia 31 de outubro, que a exploração de gás não será efetuada com recurso à fratura hidráulica. Segundo explicou o presidente da empresa australiana, Ian Lusted, num encontro com jornalistas, nas sondagens será utilizada uma técnica idêntica à das captações de água. Na sessão de esclarecimento, Ian Lusted assegurou que a empresa submeteu “voluntariamente” o planeamento das sondagens previstas à apreciação de um estudo de impacto ambiental, que se encontra na Agência Portuguesa do Ambiente (APA). “O poço de avaliação na concessão da Batalha está previsto ser perfurado na vertical até uma profundidade aproximada de 2.900 metros, o que será idêntico na concessão de Pombal”, afirmou Ian Lusted, acrescentando que as explorações não estão perto de zonas Reserva Agrícola Nacional e Reserva […]

Leiria | Empresa australiana garante prospeção de gás sem fratura hidráulica