Ativistas portugueses vencem Prémio Europeu de Cidadania


Partilhar / Share

O trabalho de ativistas da Academia Cidadã foi reconhecido nos Prémios Europeus da Cidadania Democrática 2014

médailles - recto João Labrincha e Pedro Santos, fundadores da associação Academia Cidadã, foram escolhidos pelo público como “Personalidade do Ano” nos “Prémios Europeus da Cidadania Democrática 2014“, organizados pelo European Civic Forum (Fórum Cívico Europeu).

Os ativistas portugueses são os únicos vencedores oriundos de um país onde a troika está presente. Mais de 10 mil pessoas votaram, através da internet, nos quatro Prémios Europeus da Cidadania Democrática 2014.

A iniciativa surge como forma de comemorar o 10.º aniversário do European Civic Forum, uma organização que reúne mais de 100 associações e organizações não governamentais em 27 países na Europa, de que a Academia Cidadã faz parte. A entrega dos prémios acontecerá no dia 3 de Maio, na Câmara Municipal de Estrasburgo, França, e contará com as presenças da eurodeputada Catherine Trautmann e de Roland Ries, Presidente do munícipio. No dia seguinte, 4 de Maio, Dia da Europa, os premiados participarão nas atividades do Dia de Portas Abertas do Parlamento Europeu.

O European Civic Forum realçou a importância do documentário “Dreamocracy” (a estrear brevemente), das cineastas Raquel Freire e Valérie Mitteaux, que filmaram durante dois anos a criação da Academia Cidadã, para a divulgação do trabalho da organização portuguesa na Europa.

Entre os outros vencedores, na categoria “Campanha do Ano”, foi escolhida a Iniciativa de Cidadania Europeia “Right2Water” à qual a Academia Cidadã também se associou com a página Damos as mãos pela Água. A “Organização Não-Governamental” eleita foi a Goteo, uma rede social de código aberto para crowdfunding e apoio colaborativo, que já financiou mais de 180 projectos. O blogue Europe’s Café, espaço online de discussão sobre temas Europeus, foi considerado o “Meio de Comunicação Social Cidadão”.

Deixar um comentário