CATALUNHA | 18 – 25 Setembro   DESCRIÇÃO Este é um projeto de parceria juvenil (ERASMUS + Program Key Action 1 TRAINING) que visa desenvolver as competências dxs Youth Workers e formadoras/es que trabalham com jovens. Os principais tópicos abordados pelo projeto são o diálogo intercultural, a inclusão e o uso de ferramentas e métodos criativos no trabalho com jovens. As/os participantes esperadxs no projeto terão a experiência de trabalhar com jovens e um interesse ativo em usar o teatro. A abordagem metodológica do projecto será centrada na educação não formal, e os métodos de trabalho incluirão ferramentas de teatro, formação de equipa, debates, grupos de trabalho, workshops, sessões de avaliação e actividades de continuação. OBJETIVOS Promover a consciência cultural nos participantes e o seu processo de aprendizagem intercultural; Oferecer aos participantes uma abordagem metodológica clara e novas ferramentas baseadas no teatro e na criatividade; Compartilhar entre os métodos de […]

Curso de Formação – Creativity as a tool for Youth Workers and Treiners (CATALUNHA)


Targoviste, Roménia | 20-29 de Agosto de 2018 Entre 20 e 29 de agosto, a Academia Cidadã enviou alguns jovens portugueses para a cidade de Targoviste, na Roménia, onde foram recebidos pela nossa associação parceira BeYou Romania, no projeto Ative Citizenship. Este projeto abordou o tema do ativismo, consciencializando *s participantes sobre a importância de sua participação ativa nos níveis local, nacional e global, através da educação não formal. Uma vez que o envolvimento ds jovens na sociedade é essencial para o bom funcionamento e continuidade da democracia, estamos felizes por ter dado *aos jovens portugueses a oportunidade de se empoderarem com este projecto. Este Curso de Formação foi concebido para desenvolver o pensamento crítico ns participantes, mostrando-lhes as várias formas de se ser ativ nas suas sociedades. As várias facetas da participação política e social foram-lhes apresentadas. Assim, os participantes puderam reconhecer que ser um* cidadão* ativ* não é […]

Curso de Formação – Active Citizenship (ROMÉNIA)



Discurso da Academia Cidadã na Marcha do Orgulho LGBTI+ de Lisboa 2018     Hoje fizemos soar o apito para mais um campeonato da luta pelos direitos LGBTI+. Porque, infelizmente, em muitos países do mundo ser quem somos ainda é punido com pena de morte. Por isso, sabemos que ainda há muitos golos por marcar! Enquanto na Rússia acontece o Campeonato do Mundo, pessoas LGBTI+ continuam a ser perseguidas e discriminadas. Postas fora de jogo da dignidade humana. E da Tchethénia não esquecemos as vítimas que morrem às mãos do Estado! Chega de hipocrisia! O mínimo que Portugal devia fazer era boicotar esta competição! Além disso, o Governo Português remata à trave, dentro da NATO, quando não impede que o Estado Turco ponha em campo uma táctica de limpeza étnica no Curdistão. E quando não defende os Palestinianos da política de apartheid do Estado de Israel! A nós, o esquadrão […]

O nosso mundial é por um Portugal menos desigual (VÍDEO)


A Marcha do Orgulho LGBTI+ de Lisboa irá novamente colorir as ruas de Lisboa no dia 16 junho de 2018, a partir das 17h. Na sua 19ª edição, a MOL, abraça a inclusão e a representatividade das pessoas intersexo, pelo que o evento passa a chamar-se Marcha do Orgulho LGBTI+. Tal como nos anos anteriores, será organizada por um conjunto de associações, núcleos estudantis e coletivos informais, que convida Lisboa a marchar, do Príncipe Real à Ribeira das Naus. No ano de 2018, é seguro dizer que muitos foram os direitos conquistados pela comunidade. Porém, não devemos cair no erro de pensar que “todo o trabalho já está feito”. A MOL 2018 tem como objetivo principal relembrar os decisores políticos, a sociedade civil e a opinião pública que há muitas questões ainda por resolver. Nomeadamente, no acesso à saúde, na proteção contra discriminações, na autodeterminação das identidades de género e […]

Nós vamos à Marcha do Orgulho LGBTI+ de Lisboa 2018!



Sorteio terá lugar no dia 23 de abril de 2018, às 18:30 Local: Ministério da Saúde (Avenida João Crisóstomo, Lisboa)   100: é o número de pessoas que terão acesso a PrEP – Profilaxia Pré-Exposição, conforme anunciado pelo Ministério da Saúde. 1000+: é o número anual de novas infecções pelo VIH. A PrEP é uma estratégia complementar e eficaz de prevenção pela toma de um medicamento, mas está refém de lógicas de lucro e falta de vontade política. Um bom PrEPTexto para reclamar (entre outras emergências): – PrEP sem mais demoras, para quem a procure, para quem precisa. – que o governo assuma as responsabilidades face à epidemia; – planeamento estratégico e investimento no combate às IST’s e no SNS. – um verdadeiro acesso universal. É o que faremos na próxima segunda-feira, dia 23 de Abril de 2018, pelas 18h30, com o início da distribuição de bilhetes para a “Lotaria […]

Lotaria de acesso à Pílula Mágica que previne o VIH


Concentrações contra os Curdos de Afrin, Síria Quinta-feira, 15 de março de 2018 Lisboa (19:00) – Embaixada da Alemanha, Campo dos Mártires da Pátria, 38 Porto (18:00) – Avenida dos Aliados ERDOGAN PREPARA O GENOCÍDIO DE AFRIN Desde 18 de Janeiro de 2018, o cantão curdo de Afrin é bombardeado pelo Exército do Estado Turco de Erdogan. As ocupações de vilas e os ataques a alvos civis demonstram bem o seu interesse em aniquilar o povo curdo de Afrin. Sobre o pretexto de intervir para eliminar grupos terroristas, o Ditador Turco, apoiado pela extrema direita, tenta esmagar a autonomia que os Curdos conquistaram nas suas lutas contra o Estado Islâmico. Ironicamente, a Turquia tem como aliados os grupos jihadistas FSA e a muito conhecida, Al-Qaeda. Erdogan e o seu Estado são responsáveis pelo dizimar de várias aldeias curdas, tendo apenas neste ataque já morrido mais de 400 civis. Qualquer civil […]

Solidariedade com o Curdistão



Mas afinal, como podemos salvar o Jamor? Melhor do que ninguém para responder a esta pergunta são a Margarida e o José da iniciativa Vamos Salvar o Jamor.   “Vamos Salvar o Jamor surgiu como um movimento de cidadãos e residentes, pacífico e apartidário, tendo entretanto adquirido o estatuto de Organização Não Governamental de Ambiente (ONGA). O movimento tem como objetivo a retirada do Plano de Pormenor da Margem Direita da Foz do Rio Jamor e sua substituição por soluções alternativas ambientalmente adequadas, social e economicamente justas.” A explicação da sua página web, bem como as partilhas que vão fazendo nas redes sociais, fez-nos pensar na obrigatoriedade de contactar este grupo de ativistas que, nos últimos anos, têm, de forma praticamente isolada, lutado contra o Golias que é o mercado imobiliário a tentar dominar a zona da Cruz Quebrada. Numa linda manhã de inverno, agradavelmente instalados numa esplanada no Centro […]

Diário de Bordo I Dia 12 I Como okupar um rio


Um oásis dentro de uma gruta. Penso que já aqui dissemos o quão paradisíaco é o lugar onde o Sr. José Amaral tem a sua horta.   É que, à primeira vista, ninguém daria nada por aquilo: no subúrbio de Queluz de Baixo (subúrbio de subúrbio, portanto), escondido por trás de prédios de construção barata dos anos 90, praticamente por baixo da endémica IC19, perdido num vale profundo e onde o sol apenas consegue entrar de esguelha. Para lá chegar é preciso descer uma ladeira que é praticamente a pique, com muito cuidado, para não escorregar nas pedras de calcário negro, gastas pelo uso e pelo tempo. Os latidos dos cães dos casinhotos construídos nos socalcos que ladeiam a íngreme descida avisam-nos que nos aproximamos de um outro universo, de uma nova realidade: aquela em que os mamarrachos dos anos 90 deixam de se ver e o IC19 deixa de se […]

Diário de Bordo I Dia 11 I Como okupar um rio



Um dos principais objetivos do Como okupar um rio é dar voz à sociedade civil. Bem como documentar o seu envolvimento na defesa dos rios, no caso, o rio Jamor.   Mas é facto que, se as pessoas devem beneficiar do poder de gerir rios, ele é necessariamente partilhado com os órgãos de poder, local ou nacional. Foi este o motivo que nos levou a contactar as autarquias dos municípios que são banhados pelo Jamor, isto é, os de Sintra e Oeiras. Queríamos saber de que forma e com que olhos vêm aquelas entidades a okupação que aqui tem vindo a ser debatida, e que em muitos casos é realizada em terrenos públicos. Uma das mais entusiastas respostas que recebemos  foi a da União das Freguesias de Massamá e Monte Abrãao (UFMMA), do concelho de Sintra, encabeçada pelo seu presidente Pedro Brás. Desde o primeiro momento foi demonstrado grande interesse […]

Diário de Bordo I Dia 16 I Como okupar um rio


O projeto Rios Livres do GEOTA estabelece uma parceria com o projeto Como okupar um rio Na medida em que contribui com um importante conhecimento científico, bem como com uma grande experiência, na defesa dos nossos rios.   Foi durante uma pequena vaga de tempo encontrada numa agenda bastante preenchida, que a Ana e o Pedro nos receberam nas instalações do GEOTA. Pensamos em filmar a entrevista na rua, mas aquela manhã de dezembro mostrava-se demasiado chuvosa para  tal. A entrevista começou com uma apresentação do que é o Rios Livres e dos seus objetivos: o projeto surge como resposta e para questionar o Programa Nacional de Barragens, considerando-o “uma das maiores ameaças aos rios portugueses”. Assim, é missão do Rios Livres travar a construção das barragens aí previstas, bem como “provar que há outras formas menos agressivas e mais baratas de obter energia, em detrimento da produzida pelas grandes […]

Diário de Bordo I Dia 15 I Como okupar um rio