After going, receiving


Partilhar / Share

Os papéis inverteram-se.

Depois de dois meses a sair, visitar outros projectos e bairros espalhados por Lisboa, cabe-nos receber toda a gente que tão bem nos acolheu.
A primeira a visitar a Quinta do Cabrinha e o Outros Campeonatos (e entenda-se no âmbito destas saídas, pois já cá tinham estado e deixado saudades) foi a Associação Nacional de Futebol de Rua.

Foi um dia cheio, solarengo, que acabou com aquele tipo de cansaço que sabe bem.

É confortável receber pessoas de quem gostamos e que nos tiram imediatamente o nervoso da responsabilidade de ser anfitrião. O pessoal da Associação Nacional de Futebol de Rua tem o condão de nos pôr completamente à vontade e assim foi.

O dia começou com futebol de rua. Previsível? Sim. Faz todo o sentido? Também. Estivemos a manhã a jogar para nos conhecermos melhor, o corpo em movimento faz esquecer as vergonhas e os embaraços de quem está acanhado na presença de outros. Jogámos e brincámos até nos mandarem parar. Porque enquanto uns jogavam, houve outros que se tinham envolvido na organização deste dia junto do Outros Campeonatos.

Foi lançado o desafio, a todos os que normalmente frequentam o espaço sede da Academia Cidadã, de ajudar a receber os nossos convidados na Quinta do Cabrinha. E muitos jovens se voluntariaram. Estiveram a organizar as coisas para o almoço, para a visita que se seguiu e para as brincadeiras da tarde. Também o almoço foi de produção local, uma moradora do bairro, a Maria dos Anjos, fez-nos o pitéu para restabelecer energias para a tarde.

 

 

Almoçámos nas instalações do Clube Desportivo Santo António de Lisboa, no coração do bairro, a quem agradecemos imenso a cedência do espaço para que pudessemos descansar um pouco e encher a barriga.

 

 

Restabelecidos e com vontade de continuar o dia, chegou a altura do Um Outro Olhar pegar nas rédeas do passeio. A visita que prepararam, Antigas fábricas em Alcântara: da Cabrinha à Lisbonense, versa sobre as origens da Quinta do Cabrinha e sobre toda a zona do Vale de Alcântara e do seu desenvolvimento fabril ao longo da história. Estamos a tratar de vos contar essa história, fica prometido que o será a seu tempo! Entretanto nas próximas edições das visitas (22 de Abril, 6 e 20 de Maio, podem juntar-se a nós. Basta aparecer por volta das 14.30h aqui na sede!)

Esta parceria vai ao encontro daquilo que pretendemos, também, com o Outros Campeonatos. Abrir o bairro à sua envolvente, pensar naquilo que é e foi a história do Cabrinha e trazer pessoas de fora, convidando-as a olhar para esta zona de outra forma, menos formatada e mais empática. Foram cerca de 40 pessoas, as que vieram desta vez! E que orgulhosos ficamos.

 

 

Acabámos no piso mais longe do chão da Livraria Ler Devagar, em pleno Lx Factory, a ouvir as histórias voadoras e deliciosas que acompanham as máquinas doidas do Pietro Proserpio. Quem não conhece que vá a correr. É dos bocadinhos mais divertidos que esta cidade tem para vos contar.

Voltámos ao Cabrinha e relaxamos depois de um dia longo, cansativo e, no fim, só temos aquela sensação de nos querer deitar com o sol a bater na cara e sorrir.

 

 

É óptimo receber pessoas, ainda mais quando vemos à nossa volta toda a gente a divertir-se. Venham mais e mais. Obrigado aos primeiros. Foram os maiores, voltem rápido.

 

Eramos muito mais dos que aparecem, a vergonha de tirar fotos faz-se sentir 😉

 

Até já!

 


Outros Campeonatos é um projeto da Academia Cidadã, que visa promover a cidadania ativa na comunidade da Quinta do Cabrinha, em Alcântara.

Financiado pelo BIP/ZIP da C.M. Lisboa e em parceria com a Junta de Freguesia de Alcântara, o grupo de jovens “Ventos de Mudança”, a Associação Nacional de Futebol de Rua e o Lisbon Sustainable Tourism.

Outros Campeonatos promove o fortalecimento social do bairro do Cabrinha, fomentando organização comunitária, capacidade de iniciativa local e maior consciência democrática. Também desenvolve uma abertura do bairro à sociedade em geral, reforçando a sua integração na cidade. As principais estratégias de ação são o futebol de rua e o turismo. Eventos de futebol de rua atraem os residentes do bairro, a intervir e participar na sua organização e implementação – com a facilitação de ferramentas e processos de participação organização cidadã. As visitas turísticas ajudam a repensar o bairro, abrindo a comunidade a novas experiências de cidadania.

Deixar um comentário